25 de dezembro de 2013

Rosetta Stone & Linux




Texto em Português mais abaixo. 
Scroll down for text in Portuguese.

Dear readers,
This post does not correspond to the main objective of this blog, which is to relate my study progress with Rosetta Stone. But due to the importance of this information, I decided to post it here.

One of the main reasons for me to keep using Microsoft Windows and not a Linux distro was that I couldn't use Rosetta Stone on Linux. I mean, the installation of Rosetta Stone on Linux should be easy with Wine (a software to run Windows programs on Linux). You simply need to have Wine installed, execute Rosetta Stone application and then install the language you want. So far, so good.... but then there is always this microphone issue: most users simply cannot make the microphone work on RS installed in Linux.


Since the solution for that is so hard to find, I decided to post this tutorial here.



HOW TO MAKE MICROPHONE WORK FOR ROSETTA STONE IN LINUX


I tried this in two computers with different Linux distros and in both it worked: Linux Mint 16 in a laptop and Ubuntu 13.10 in a desktop. I use Rosetta Stone 3.4.5 in both. I guess this should work for other versions of both Linux and RS. I found this tutorial here, which is originally for Ubuntu.

Solution came with the following settings:
1 – Install latest Wine 1.5.14

Open the terminal and paste these commands:
sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-wine/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install wine1.5

2 - Go to Configure Wine, in the tab 'libraries', enter 'winepulse.drv' in the box and click on add, click yes on the warning. Select winepulse.drv and change load order to 'disabled'.

3 - Try running Rosetta Stone and see if the problem was solved.
For me, two options of microphone appeared, any will do.


SOLVING POSSIBLE PROBLEMS

Speech recognition doesn't work

This may be caused because the quality of the microphone might be really bad inside Rosetta Stone under Wine specifically. In my case it has a lot of interference and noise, so the speech recognition did not work most of the time.

Solution: put the speech recognition in ¨easy mode¨ in RS settings, and set the input volume close to the minimum in Linux settings. 

1 -  Access "set preferences";
2 - Perhaps any microphone will do.
3 - Set to "easy". 
4 - Apply changes.

 
1 - Click on the volume icon on the bottom right of the Linux Mint screen or top right in Ubuntu. 
2 - access sound settings > input. 
3 - Set input volume close to the minimum.



The microphone option suddenly disappears in Rosetta Stone

Another frustrating problem was that sometimes when I opened Rosetta Stone, the microphone option was there... and other times it was not. It simply vanished into thin air. So I could just use the microphone if RS happened to recognize it. I realized this bug was caused by other programs or windows that were open on the background that might be ¨stealing¨ the microphone. For example, if I don´t close the window for the Linux sound settings, RS simply won´t see the microphone, like this:

Solution: close everything else before running Rosetta Stone.

I realized the two aforementioned problems in the computer running Linux Mint (perhaps because the computer is real old). In the computer with Ubuntu, Rosetta Stone ran smoothly.


TRANSFER YOUR PROGRESS FROM WINDOWS TO LINUX


If you have already been studying and don't want to lose all your progress report when you migrate to a new computer or system, all you need to do is to copy file tracking.db3 - that's where your progress is registered.

In Windows, this is the path:


 C:\ProgramData\Rosetta Stone\tracking.db3

Folder ProgramData is hidden, so in order to view it, you need to access Control Panel > Folder Options > View > "Show hidden files, folders and drivers."





In Linux, you need to access "Browse C: Drive" > Users > Public > Application Data > Rosetta Stone

Find C: drive...

In Ubuntu

In Linux Mint (Menu > Wine >  Browse C: Drive)


After finding file tracking.db3, delete it and substitute for the one that contains your progress.


Hope this is useful! Now study hard!
________________________________________________________________

                                                                   
                                                                   

Caros leitores,

Esta postagem foge um pouco do objetivo do blog, que é simplesmente relatar meu progresso com o Rosetta Stone. Mas devido à utilidade das informações, resolvi postar.

Um das principais razões por que eu continuava usando o Microsoft Windows em vez de alguma distribuição do Linux era que eu não conseguia usar o Rosetta Stone no Linux. Na verdade a instalação do Rosetta Stone no Linux deve ser bem fácil com o Wine (um software para rodar programas do Windows). Tudo o que você precisa é ter o Wine instalado, executar o aplicativo do Rosetta Stone e depois instalar o curso do idioma desejado. Até aí tudo bem... o problema é que a maioria dos usuários simplesmente não consegue fazer o microfone funcionar no RS instalado no Linux.

Já que a solução é tão difícil de encontrar, resolvi postar um tutorial aqui.



COMO FAZER O MICROFONE FUNCIONAR COM O ROSETTA STONE NO LINUX

Tentei os procedimentos em dois computadores diferentes: um com o Linux Mint 16 e outro com o Ubuntu 13.10. Funcionou em ambos. Uso o Rosetta Stone 3.4.5. Acredito que os procedimentos devam funcionar com outras versões do Linux e do RS. Encontrei este tutorial, que originalmente é para o Ubuntu.

A solução veio com as seguintes configurações:
1 – Instale a última versão do Wine 1.5.14

Abra o terminal e cole os seguintes comandos:
sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-wine/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install wine1.5

2 – No menu, vá para Wine > Configurar Wine> aba “bibliotecas¨ e digite 'winepulse.drv' na caixa e clique em adicionar, clique sim para o aviso. Selecione winepulse.drv, editar e marque em ´desativar´.

3 – Tente rodar o Rosetta Stone e veja se o problema foi resolvido.
Para mim, o programa mostrou duas opções de microfone. Qualquer opção funciona.


RESOLVENDO POSSÍVEIS PROBLEMAS

O reconhecimento de voz não funciona

Se isso acontecer, talvez seja porque a qualidade do microfone pode estar bastante ruim dentro do Rosetta Stone especificamente. No meu caso há muito ruído, de forma que impede o reconhecimento de voz.

Solução: na configuração do microfone no Rosetta Stone selecione o modo “fácil¨. Nas configurações de som do Linux, ajuste o volume do microfone para quase do mínimo. Siga as instruções:
 1 - Acesse "preferências".
2 - Qualquer microfone deve funcionar.
3 - Coloque em "fácil".
4 - Aplicar mudanças.

1 - Clique no ícone de volume no canto inferior direito da tela do Linux Mint, ou superior direito no Ubuntu.
2 - Acesse Configurações de som > EntMain#Homerada. 
3 - Coloque o volume quase no mínimo.

A opção de microfone desaparece do nada no Rosetta Stone

Um problema bastante frustrante que tive é que às vezes quando eu abria o Rosetta Stone, a opção de microfone estava lá... outras vezes não estava. Simplesmente sumia do nada. Então eu só podia usar o microfone quando o RS por acaso decidia reconhecê-lo. Eu descobri que esse bug é causado por outros programas e janelas que ficam abertas em segundo plano e podiam estar ¨roubando¨ o microfone. Por exemplo, se eu não fechar a janela de configuração de som do Linux, o RS simplesmente não vai ver o microfone, como mostra a figura:


Solução: feche tudo antes de abrir o Rosetta Stone.

Esses dois problemas apareceram no computador com o Linux Mint (talvez seja porque o computador é bem mais velho). No computador com o Ubuntu, o Rosetta Stone funcionou sem problemas.


TRANSFIRA SEU PROGRESSO DO WINDOWS PARA O LINUX

Se você já está estudando e não quer perder todo o registro do seu progresso quando migrar para outro computador ou sistema operacional, tudo o que precisa fazer é copiar o arquivo tracking.db3, pois é aí onde está guardado seu progresso.

No Windows, este é o caminho:
 C:\ProgramData\Rosetta Stone\tracking.db3

A pasta ProgramData é oculta, para visualizá-la você precisa acessar o painel de controle, opções de pasta, aba "modo de exibição"  e marcar "mostrar arquivos, pastas e unidades ocultas". Veja a imagem:




No Linux, você precisa acessar "Navegar no Disco C:" > Users > Public > Application Data > Rosetta Stone

Encontre o disco C:

No Ubuntu

No Mint (Menu > Wine >  Navegar no Disco C:)


Após encontrar o arquivo tracking.db3, apague-o e substitua por aquele que contém seu progresso.


 Espero que seja útil! Agora vamos estudar!

4 comentários:

  1. Hey! Muitissimo obrigado pela explicação de como resolver o problema do microfone! Mudar do Windows para o Linux pode ser bem cansativo, e toda ajuda para resolver probleminhas que vão surgindo é muito bem vinda!
    Parabéns por completar o curso! Eu pretendo utilizar para melhorar meu inglês, já falo e escrevo relativamente bem, com alguns (talvez muitos) erros, mas nada que me impeça de me comunicar, estou com esperança de que o RS possa me ajudar a melhorar isso. Depois quero aprender Espanhol e Japonês. /o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente migrar do Windows para o Linux não é tão simples assim. Acho o Linux em si ótimo, melhor do que o Windows, por isso resolvi usá-lo. Mas um dos problemas é que temos que achar alternativas no Linux para programas que estamos acostumados a usar no Windows, ou então tentar fazer funcionar programas feitos para Windows no Linux já que muitas vezes as empresas como o Rosetta Stone não dão suporte de seus programas para Linux. Uma pena... Mas o Linux está crescendo bastante...
      Sobre o inglês, o Rosetta Stone vai poder te ajudar a melhorar se você já tem conhecimento. Pra continuar os estudos, acho que vale a pena experimentar cursos em vídeo, por exemplo aquele que a Editora Abril lançou por último (English Way) é muito bom. Eu comprei o curso completo na Estante Virtual e também baixei via torrent pra ter o material digitalizado - assim uso pra dar aulas particulares.
      Eu comecei a fazer espanhol pelo Rosetta, mas já tenho algum conhecimento, daí acabei achando fácil demais. Resolvi comprar também pela Estante Virtual o curso Español Sí!,da editora Abril também (acho que esse não acha pra download, só pra comprar).

      Esses cursos em vídeo são bem completos. Trazem vários aspectos culturais, explicações sobre a língua e vemos atores simulando situações reais de usos da linguagem. Vale a pena se você quer se aprofundar mesmo.

      Excluir