3 de junho de 2017

CURSOS DE IDIOMAS GLOBO - Review

ATUALIZAÇÃO!
Uau! Minha última postagem por aqui foi em 2014. O tempo passa! Percebi que muitos leitores continuaram por aqui e outros novos surgiram, deixando comentários, os quais também respondi. Mas não abandonei os estudos!

ROSETTA STONE ALEMÃO - NÍVEL 5
Atualizando rapidamente: terminei sim os 5 níveis do Rosetta Stone Alemão. Fiquei de fazer um vídeo (como eu havia feito ao terminar o curso de Italiano, veja aqui!), mas fui deixando... e acabei não fazendo. Pois bem: não me tornei fluente em Alemão. Certamente é muito mais difícil do que Italiano e senti que aprendi bem menos. Mas, nesses últimos anos tive oportunidade de conhecer a Europa, fiquei 10 dias na Alemanha e o conhecimento que adquiri foi mais do que suficiente pra eu poder me virar sozinho com a língua em situações de turista: hotel, restaurantes, táxi, pedir informações, etc. Também tenho alguns amigos alemães - consigo ter conversas simples em Alemão, cometendo muitos erros, claro.

Mas... como sempre digo aos meus alunos: estudar línguas não é simplesmente alcançar um certo nível e o trabalho estará lindo e concluído. Há o risco de se perder. É muito parecido com o esforço de alguém que faz musculação: é preciso manter a prática sempre, senão murcha. Infelizmente não pratico Alemão... Depois de terminar o Rosetta Stone, há quase 3 anos, não estudei mais nada... então eu precisaria fazer uma boa revisão antes de eu poder fazer um vídeo... acho que ainda vai demorar um pouco até eu ter esse tempo.

Mas me dediquei bastante ao Italiano. E é disso que eu gostaria de abordar aqui. Vou falar de um curso que é uma boa opção para continuar os estudos depois do Rosetta Stone.



CURSOS DE IDIOMAS GLOBO
NOSTALGIA… 
Os Cursos de Idiomas Globo me fazem lembrar a minha adolescência: anos 90, época sem internet, sem muitos recursos. Vi a propaganda dos Idiomas Globo em uma revista velha: era a imagem de um homem sofisticado, usando terno, com o curso nas mãos, fones de ouvido e um toca-fitas portátil sentando na poltrona de um avião, talvez na primeira classe. A mensagem era clara: estudar línguas era coisa de gente rica. Pedi pra minha mãe pra ligar para o número da editora que estava na revista... ligação DDD naquela época era muito cara, ela me deu fichas pra ligar do orelhão. A atendente disse que infelizmente os cursos já não estavam mais nas bancas e que eles não vendiam por telefone (aquela propaganda já era de anos atrás). Ela disse pra eu esperar por um possível relançamento, mas sem previsão. Pois eu tive que esperar mais uns dez anos até ter internet, mercado livre, sebos virtuais, e ter dinheiro para poder comprar. Hoje tenho a coleção completa!!! Já estudei italiano, francês e espanhol. Naquela época mesmo se a gente tivesse vontade de estudar, não havia oportunidades.... e hoje é tudo muito mais fácil mas muita gente não valoriza.
Enfim, chega de sentimentalismo e nostalgia e vamos à análise!

O QUE SÃO E ONDE ENCONTRAR?
Se você planeja aprender uma nova língua sozinho e sem gastar muito ou nada, os Cursos de Idiomas Globo são uma boa opção. É muito fácil encontrá-los no mercado livre, em sebos pelo Brasil (virtuais e físicos) ou mesmo baixar gratuitamente da internet. Estão entre os mais completos cursos de línguas para autodidatas já publicados no Brasil. Foram editados e publicados originalmente na Espanha pela editora Planeta De Agostini, e a Editora Globo publicou-os no Brasil a partir do final da década de 80 e ao longo da década de 90. 

Vídeos: Comerciais do Brasil e da Espanha dos Cursos de Idiomas, 1999.  




IDIOMAS E ORGANIZAÇÃO
Os idiomas disponíveis são Italiano, Francês, Inglês, Alemão e Espanhol. Cada curso compreende 72 lições distribuídas em mais de 1100 páginas, geralmente em 4 volumes ou 18 fascículos e 18 fitas cassete. Há ainda um curso mais avançado, o Top Level, que compreende 24 lições distribuídas em quase 600 páginas, 9 livretos e 9 fitas cassete. 

Os cursos de Italiano, Francês, Espanhol e Alemão são traduções uns dos outros, ou seja, os livros apresentam os mesmos diálogos e ilustrações correspondentes. Porém os diálogos não são meramente traduzidos ao pé da letra, são na verdade adaptados para cada língua quando há a necessidade de se fazer referência ao universo cultural onde a língua é falada, como alimentação, nomes de lugares, nomes de personalidades do mundo das artes, etc. As adaptações também levam em consideração expressões idiomáticas e peculiaridades de cada língua. Basicamente a estrutura dos cursos é a mesma, mas onde há um texto sobre a Itália no curso de Italiano, por exemplo, o curso de Alemão apresentará um texto sobre a Alemanha; onde no curso de Espanhol fala-se de Julio Iglesias, no de Francês fala-se de Charles Aznavour... Já para a língua inglesa, o curso apresenta diálogos e textos totalmente diferentes dos outros idiomas, há até um outro curso de inglês completamente distinto (referido como Inglês – Família Lovat), e um terceiro curso específico de inglês para negócios (Business English). Esta análise não se aplica a esses dois últimos, pois possuem uma estrutura bem diferente.


METODOLOGIA E UM POUCO DE HISTÓRIA
Os Cursos de Idiomas Globo utilizam como base o método audiovisual que, como o nome sugere, associa sons a imagens. Ou seja, cada frase gravada é associada com uma imagem que ilustra seu sentido. Você deverá ver, ouvir, ler, repetir e finalmente assumir o papel dos personagens e responder. 

O método audiovisual foi inicialmente desenvolvido pela CREDIF (Centre de Recherche et d’Etude pour la Diffusion du Français) na França na década de 1950. É um sucessor do método audiolingual, desenvolvido nos EUA durante a Segunda Guerra Mundial.

A necessidade de ensinar línguas aos soldados, a criação da ONU, as conferências mundiais, o comércio internacional e a revolução técnica e cultural do pós-guerra foram alguns dos elementos que tornaram evidente a necessidade de um método que revolucionasse a aprendizagem de línguas. Foi nesse contexto que nasceu o método audiolingual, baseado em pesquisas na Linguística Estrutural e na Psicologia Behaviorista, que defende que a aquisição de uma língua é um processo mecânico de formação de hábito. O principal foco é a produção oral, repetição exaustiva, memorização, busca da pronúncia perfeita, sem uso de traduções.

Seguindo princípios similares, a CREDIF desenvolveu o método audiovisual, cuja grande diferença do seu antecessor é a utilização de imagens, que possuem tanta importância quanto as gravações. Diferentemente do Método Clássico da Gramática e Tradução, cujo foco é a FORMA (ou seja, o ensino de palavras e frases isoladas, complexidades gramaticais, leitura e tradução de frases abstratas), o foco do método audiovisual é o CONTEÚDO, ou seja, ensino da linguagem do dia-a-dia. Assim, já na primeira lição, o aluno entra em contato com estruturas que serão úteis para interagir imediatamente em situações cotidianas.

Para saber mais sobre o método audiovisual:
AUDIO-VISUAL TEACHING A NEW APPROACH OR A COMPLEMENTARY METHOD?
M. D. CHRISTENSEN
Theoria: A Journal of Social and Political Theory
No. 35 (October 1970), pp. 63-72
https://www.jstor.org/stable/41801863?seq=1#page_scan_tab_contents

Obviamente, as pesquisas na área da linguística avançaram, e hoje esses métodos são considerados obsoletos. A principal crítica é que a aquisição da língua é vista meramente como um processo mecânico, repetição e memorização de estruturas, e os alunos são vistos como papagaios que possuem pouca ou nenhuma autonomia no processo de aprendizagem. No entanto, tais métodos possuem seus méritos e são utilizados ainda hoje até nos cursos mais modernos em combinação com outras abordagens.

ESTRUTURA DAS LIÇÕES
As lições dos Cursos de Idiomas Globo (ou unidades, conforme nomenclatura do material) são divididas nas seguintes seções:

A) Conversação
Essa é a seção principal de cada unidade e onde o método audiovisual é colocado em ação. Você deverá observar as imagens, ouvir cada diálogo duas ou três vezes e receberá orientação sobre quando deve apenas ouvir, repetir ou responder.

B) Vocabulário
Trata-se de uma lista de vocabulário bilíngue, em ordem alfabética, onde constam as novas palavras da lição. Geralmente traz um quadro explicativo esclarecendo peculiaridades do uso das palavras ou algumas questões gramaticais relacionadas aos vocábulos.

C) Diálogo (unidades ímpares)
Esta seção apresenta apenas um diálogo com algumas fotos de cenas reais no país onde a língua é falada. Você ouvirá o diálogo duas vezes: na primeira vez deve apenas ouvir e ler; na segunda, repetir. 

C) Leitura (unidades pares)
Consta de um texto seguido por perguntas de compreensão. O livro orienta a ler primeiro silenciosamente e depois em voz alta. A orientação é responder as perguntas por escrito, conferindo as respostas ao final da unidade.

D) Cenas do cotidiano
Esta seção também consiste em diálogos gravados duas vezes: deve-se primeiro ouvir e então repetir. A finalidade é fazer com que o aluno se familiarize com a linguagem utilizada em situações do cotidiano.

E) Exercícios
Cada unidade traz geralmente três exercícios bastante simples. Os dois primeiros são listas de frases que devem ser transformadas, preenchidas ou respondidas conforme o foco gramatical. O exercício três geralmente traz figuras associadas a frases que devem ser preenchidas ou então reordenadas para formar uma história.

F) Gramática
A gramática consiste em explicações bem detalhadas, diversos exemplos de uso e quadros explicativos.

Exames - Alguns cursos trazem ainda um exame ao final de cada etapa (a cada 18 unidades, o que corresponderia ao final de um volume na edição de 4 volumes). O exame possibilita ver os pontos fortes e fracos da aprendizagem, e, conforme o resultado, recomenda um plano de revisão dos estudos.




TOP LEVEL
O diferencial do curso TOP LEVEL é a seção de conversação que passa a apresentar diálogos autênticos extraídos de trechos de filmes e seriados. Até então, o curso só trazia diálogos artificiais gravados em estúdio com um vocabulário controlado. Na seção de leitura, o TOP LEVEL traz textos autênticos da literatura da língua estudada.
Textos simplificados e diálogos artificiais podem trazer benefício para estudantes de níveis básico e intermediário (embora algumas abordagens já familiarizem o aluno com materiais autênticos desde o início). O estudo por meio de amostras de linguagem autêntica (extraídas de textos reais, entrevistas, filmes, etc.) é essencial para se alcançar um alto nível de proficiência. E é justamente esse o foco do Top Level.



PONTOS FORTES



- Foco na conversação – Você terá contato com uma linguagem útil para a conversação desde o início. Depois de poucas lições já será capaz de começar a interagir na língua em situações do cotidiano: na rua, com amigos, trabalho, família, etc.
- Referências culturais – As referências culturais estão por toda parte. Eu fiz o curso de Italiano e o de Francês, depois visitei a Itália e a França – me surpreendi por já estar familiarizado com vários nomes de lugares, regiões, cidades, praças, edificações, pontos turísticos, pratos típicos, etc. Os diálogos fazem referências frequentes a esses elementos. Quase todas as páginas trazem fotos que ilustram a cultura e mostram lugares do país.
Referências culturais em quase todas as páginas.
Além de textos culturalmente relevantes, 
falando da história, geografia e costumes, 
há também imagens retratando cidades, pontos turísticos, 
monumentos, praças, paisagens e a vida cotidiana.



- Linguagem coloquial e expressões idiomáticas – Diferentemente do Rosetta Stone, cujos cursos são meras traduções uns dos outros, e por isso não aborda as peculiaridades de cada língua e nunca traz expressões idiomáticas, com os Idiomas Globo você terá contato com elementos da língua como é realmente falada em situações do dia-a-dia.
- Gramática detalhada - o curso é ideal para aqueles que querem se aprofundar na gramática. O ponto positivo é que a seção gramatical está no final de cada lição. Essa característica condiz com a prática das metodologias modernas, que defendem que a gramática deve ser abordada apenas depois da prática das estruturas e do uso efetivo da língua, ou seja, a gramática vista como uma ferramenta e não como foco principal da aprendizagem.
- Audiovisual – as imagens associadas a cada frase facilitam a compreensão e ajudam a fixar o conteúdo estudado.
- Fácil de seguir, se comparado a métodos tradicionais. O apoio do áudio e das imagens é bastante amplo, constituindo a maior parte do material, o que torna o curso menos enfadonho e encoraja o aluno a prosseguir.
Curso completo – O curso é bastante completo e consistente, permitindo ao estudante uma aprendizagem aprofundada da língua. Como já destaquei, é um dos mais completos do gênero já publicados no Brasil.



PONTOS FRACOS

- Difícil responder as perguntas dos diálogos na parte da conversação. Você ouvirá cada diálogo apenas duas vezes (ou somente uma vez!), e depois deve se lembrar de tudo para poder responder. Na maioria das vezes isso é bastante difícil.  Se for seguir o método conforme o previsto, esse passo perde o sentido – a solução é voltar a gravação, dar pausa, tentar memorizar e repetir mais vezes até fixar melhor.
- Pouca prática de vocabulário - Só há exercícios de gramática mas não de vocabulário. Algumas palavras e expressões novas são usadas apenas uma vez, por isso é difícil de fixar. O que existe é uma lista de vocabulário bilíngue em cada lição – a solução para tentar fixar é utilizando o método tradicional: decoreba.
- Nenhuma atenção à Fonética – Em nenhum momento o material traz explicações sobre como pronunciar sons específicos da língua.
- Fotos sem legenda. Um ponto forte é que o curso apresenta diversas fotos de lugares do país onde a língua é falada. O ponto fraco é que nenhuma dessas fotos possui legenda ou explicação. Então você vê, por exemplo, uma bela edificação, monumento, vista panorâmica de alguma cidade, mas pode não ter a mínima ideia do que se trata, em que cidade aquilo está situado, etc. Ao estudar italiano, uma foto de várias pessoas entrando num prédio pode ter pouco significado ou relevância para mim já que a única informação que eu tenho é que a cena se passa na Itália. Depois de visitar algumas cidades italianas e já de volta ao Brasil, resolvi reabrir o livro, só então eu fui reconhecer algumas das fotos.
- Explicações gramaticais rebuscadas – Algumas vezes as explicações gramaticais são confusas, trazendo uma terminologia que pode não ser familiar ao público geral. Aqueles que preferem explicações claras e simples nem sempre vão simpatizar com esta seção.
- Obsoleto - Embora seja fácil de seguir se comparado com métodos tradicionais, é mais denso e difícil se consideramos materiais mais modernos, que por vezes possuem vídeos e atividades interativas.

QUAL NÍVEL VOU ALCANÇAR?
É plenamente possível alcançar o nível avançado com o curso. Eu terminei os 4 volumes de Italiano (não fiz o Top Level) alcançando o nível C1 (já havia feito o Rosetta Stone antes).

EM QUANTO TEMPO POSSO FAZER O CURSO?
O tempo é bastante relativo e pode variar muito pois vai depender de cada estudante (tempo para analisar os diálogos, memorizar o vocabulário, analisar e reler os textos, resolver os exercícios, estudar a gramática, revisão, etc...). Se for fazer tudo de forma detalhada, pode-se levar em torno de 1h30min a 2 horas por lição. Considerando os 4 volumes, é material suficiente para umas 150 horas de curso. Claro que se a pessoa já tem conhecimento, se fez antes o Rosetta Stone, por exemplo, pode acelerar bastante no início.

VALE A PENA?
Sim, claro. Mas por ser um material “antigo”, eu recomendaria principalmente para entusiastas, pessoas que gostam de aprender línguas. Se você não tem muita inclinação pela aprendizagem de idiomas e precisa aprender por obrigação, eu recomendaria algum curso mais moderno. O Pimsleur, o Rosetta Stone e o famoso Duolingo são opções convenientes para o público geral para um primeiro contato com a língua. E para prosseguir os estudos, os vídeo-cursos, por exemplo, são opções mais amigáveis e menos cansativas comparando aos Cursos de Idiomas Globo.

Mas certamente todos que tiverem paciência e dedicação poderão fazer grande proveito do curso.

E PARA O ENSINO, POSSO RECOMENDAR?
Este material já tem uns 30 anos e é baseado em princípios dos métodos audiolingual e audiovisual, hoje considerados obsoletos. Como mencionei anteriormente, as metodologias para o ensino de línguas evoluíram bastante desde então. Contudo, não seria nenhum pecado utilizar os Cursos de Idiomas Globo como um simples material de apoio, já que as próprias metodologias modernas mesclam diversos recursos. Mas talvez todos os profissionais do ensino de línguas que conhecem ao menos um pouco de Linguística irão torcer o nariz se você disser que utiliza esses cursos como material principal.

Se você quer escolher um curso principal para utilizar nas suas aulas, é mais seguro optar pelas grandes editoras, materiais mais atualizados, que tragam recursos multimídia e propostas de atividades nas quais os alunos possam simular situações reais e colocar o idioma em prática como uma verdadeira ferramenta de comunicação. O ensino de línguas jamais deve se resumir a um mero treino de repetição e memorização ou como uma matéria predominantemente teórica.




CONTE SUA EXPERIÊNCIA!
Ficaram com vontade de estudar? Bem, eu gostaria de saber sobre suas experiências ou expectativas caso pretendam seguir o curso. Ou então contem por que não usariam este material. Sei que faz parte da história da aprendizagem de muita gente na década de 90, e muitos veem com nostalgia.

Se vocês têm histórias pra contar, opiniões, dúvidas, dar ou pedir recomendações... deixem nos comentários.

Obrigado!

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá! Acho que a forma mais fácil é vc procurar por Rosetta Stone apk e instalar o aplicativo no seu celular ou tablet Android. Existe a versão oficial paga na Playstore, ou a versão craqueada pela internet. Vc também pode procurar pelo programa pra instalar no computador, é um pouco mais complicado, tem um monte de instruções, mas existem vários tutoriais ensinando. Só não coloco links aqui porque não sei se funcionam, e não quero me responsabilizar caso vc baixe algum vírus.

      Caso vc queria investir, de repente vale a versão paga, que te dá direito a algumas lições com professor online. Sai bem mais barato do que professor particular.

      Excluir
  2. Que felicidade, você voltou! Gosto muito dos seus reviews, pois, além de conhecer novos métodos, você nos incentiva a usá-los! Nunca tentei mais a fundo esse curso por falta de disciplina. Bom, agora é um bom motivo pra voltar.

    Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gosta do blog! Fico feliz que de alguma forma estou ajudando e incentivando as pessoas. E sim, se vc gosta de línguas, vale a pena fazer um esforço e estudar com esse curso. Obrigado pela mensagem.

      Excluir
  3. Vou começar a estudar esse material da Globo idiomas, já possuo mas não tinha levado a sério, agora vou recomeçar e terminar, vamos ver se para mim vai funcionar.

    ResponderExcluir